Publicidade

segunda-feira, 30 de agosto de 2010 Aluguel, Casa própria, Imóveis, Indicadores Econômicos, Inflação | 12:52

Inquilino pode negociar o reajuste do seu aluguel

Compartilhe: Twitter

A FGV (Fundação Getulio Vargas) informou hoje que o IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) ficou em 0,77% para o mês de agosto. O acumulado em doze meses, que balizará o reajuste dos aluguéis que fazem aniversário em setembro e utilizam esse indicador como parâmetro, é de 6,99%.

Para calcular quanto passará a pagar a partir de outubro, o inquilino tem que multiplicar o valor do seu aluguel por 1,0699. Então, se atualmente desembolsa R$ 1.000, verá o montante subir para R$ 1.069,90.

A variação do IGP-M é o limite máximo para o aumento, mas o morador pode tentar negociar com o proprietário da casa ou do apartamento para estabelecer uma porcentagem menor.

Antes de negociar, o inquilino deve se informar sobre como anda o mercado (Foto: Getty Images)

Primeiro, o inquilino deve se informar sobre como se encontra o mercado de aluguel de residências na sua região, perguntando para imobiliárias, corretores e amigos que trabalham no ramo e lendo os jornais.

É importante saber quanto tempo as casas e apartamentos permanecem desocupados à espera de um novo morador, se a demanda é elevada, e qual é o preço médio dos alugueis novos de um imóvel semelhante ao seu.

Se o mercado não estiver demasiadamente aquecido, a conversa com o locador é mais fácil. O inquilino precisa lembrá-lo da demora para alugar imóveis naquela localidade –deixar a casa ou o apartamento vazio significa, para o proprietário, perder dinheiro.

No entanto, em algumas áreas, como a capital paulista, a oferta anda pequena e a procura, bem grande, o que torna mais complicada a conciliação.

Nesse caso, os melhores argumentos que o inquilino tem são a sua pontualidade no pagamento de todas as obrigações referentes ao imóvel e o bom relacionamento com o proprietário. Mesmo que a demanda esteja em patamares altos, a troca de inquilinos tem custo, e ainda existe um risco de fechar contrato com um morador que não seja tão honesto quanto o anterior.

Outra questão que pode ser colocada sobre a mesa é a diferença entre o valor do aluguel e a prestação de um financiamento para a compra de uma casa ou apartamento equivalente. Quanto mais próximos são os montantes –o locatário deve fazer simulações em alguns bancos, para se munir dos números–, menos interessante fica alugar.

Há que se considerar, ainda, que a recente elevação do IGP-M reflete principalmente itens que não são diretamente relacionados com o mercado imobiliário. Em agosto, os produtos que apresentaram as maiores elevações de preços foram o minério de ferro (+15,08%), o alho (+12,72%) e a soja em grão (+10,55%). Este é mais um ponto a ser analisado na negociação com o locador –uma ideia é propor que desta vez seja empregado outro índice, de variação menor e mais relacionado ao varejo, como o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), e, para a cidade de São Paulo, o IPC-Fipe (Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Pedir um parcelamento do reajuste também é uma alternativa, assim como oferecer-se para realizar uma melhoria na residência em troca da aplicação de um índice de aumento menor.

Em todas as situações, porém, o combinado deve ser registrado por escrito, a fim de evitar problemas futuros.

SAIBA MAIS:
Seu aluguel faz aniversário? Preocupe-se com o preço do minério de ferro
Aluguel deve subir 6% em agosto e ainda mais até o final do ano

LEIA MAIS:
Para se proteger de atrasos na entrega de imóveis

NOTÍCIAS NO iG:
Inflação do aluguel é a maior para o mês de agosto desde 2007

Autor: Tags: , , , ,

7 comentários | Comentar

  1. 7 ROBERTO REIS DE MENDONÇA 04/02/2011 9:02

    INQUILINO PODE NEGOCIAR? NÃO! DEVE NEGOCIAR SIM, EXISTE MUITOS PROPRIETÁRIOS GANANCIOSOS QUE TEM OLHO GRANDE E SÓ QUEREM EXPLORAR OS BONS PAGADORES. DEVERIA EXISTIR UMA LEI PARA QUEM TEM MAIS DE 10 IMOVEIS ALUGADOS, PARA SEREM OBRIGADOS A PAGAR O IPTU, JÁ QUE ESSE IMPOSTO EM 99% DOS CASOS É COBRADO DO INQUILINO. IPTU É IMPOSTO E OBRIGAÇÃO DO PROPRIETÁRIO QUE ACABA SE LIVRANDO DELE REPASSANDO A QUEM ESTA ALUGANDO O SEU IMOVEL.

    Responder
  2. 6 maria chida 15/12/2010 11:46

    bom dia todos.
    proprietário (a)
    1. pagamento do primeiro aluguel para a administradoras.
    2. 10% mensal para adminstradoras.
    3. carne leão para receitafederal de 15% a 27,5% por mês.
    4. mais mautenção do imóvel quando o inquilino sai da casa.
    5. contrato 30 meses o proprietário recebe em média 15 meses, quando recebe!
    resumo: nao compensa alugar imovel, os proprietários estão vendo o prejuizo
    aplicar R$- 150.000,00 na poupança rceb liquido valor de R$ – 795,00 por mês.
    a) sem despesas com imobiliárias, carn leão manutençao do imóvel, iptu e outras
    deixo o registo de que não copensa alugar mais casas, apartamentos e outros!
    obrigada
    maria

    Responder
  3. 5 Roberto 20/09/2010 22:20

    Estou com uma dúvida sobre reajustamento de aluguel antigo, comercial com reajustamento em IGP anual, pois o inquilino não paga reajustamento desde 2004.
    Posso cobrar dele os atrasados?
    Fiz as contas e dá uns 30% de reajustamento neste periodo de 2004 até 2010. Como proceder para fazer esta cobrança?
    Roberto

    Responder
    • Denyse Godoy 21/09/2010 10:58

      Roberto, o senhor precisa consultar um advogado especializado que sanalise com profundidade o contrato de aluguel.

  4. 4 ANTONIO CARLOS DOS SANTOS 04/09/2010 9:23

    Prezada Denyse Godoy:
    Bom Dia

    O meu caso diz respeito a um inventário, referente a um imóvel,deixado de um tio meu para a minha mãe, ocorre que o imóvel foi alugado em 2008, e o inquilino pagava o aluguel a esposa do meu tio,só que ela morreu, e como meu tio tinha casado com separação total de bens, a minha mãe entrou com o arrolamento, uma vez que trata-se de um imóvel, e está aguardando o processo final do mesmo, feito no cartório, mas o inquilino tomando conhecimento desses fatos do óbito da esposa do meu tio, deixou de pagar o aluguel, e na cabeça dele alimenta esperança de ficar no imóvel, a nova lei do inquilinato abrange este contrato? para entrarmos com a ação de despejo?

    Responder
  5. 3 Silvana 02/09/2010 19:15

    Boa Noite!
    Gostaria de obter informação, para esclarecer uma dúvida que tenho e também informar a inquilina sobre este assunto. Foi pago no ato do contrato, que até hoje ela não assinou e nem devolveu, três meses de aluguel antecipado, fazendo as vezes do fiador, devo devolver este $, devo descontar em três meses de locação sem receber ou não devo devolver?????
    Aguardo uma breve resposta, obrigada

    Responder
    • Denyse Godoy 02/09/2010 19:37

      Geralmente, a caução é devolvida ao final do contrato. Essa verba só deve ser utilizada pelo proprietário em caso de inadimplência do inquilino.

  6. 2 vera 02/09/2010 14:32

    Meu ex-marido, pediu ao inquilino o imóvel p/ele morar, só que ele está atrasando muito à entrega, ele paga os alugúeis em dia, só que meu ex-marido, precisa do imóvel p/morar, pois paga aluguel,o que fazer? ahh..ele o inquilino tem um contrato de 36 meses, só vence no próximo ano, já foi proposto a ele de pagar à multa contratual, só que cada hora ele dá uma desculpa…o que fazer?

    Responder
    • Denyse Godoy 02/09/2010 19:39

      O melhor é dar um prazo para o inquilino sair –normalmente, o contrato prevê 30 dias–, pagar a multa e avisá-lo de que, se a data não for cumprida, o proprietário entrará com uma ação de despejo.

  7. 1 Alvino Franzoni 31/08/2010 15:16

    Normalmente, os aluguéis são administrados por imobiliárias, o que torna difícil uma possível negociação. Qual a sugestão nesses casos?

    Responder
    • Denyse Godoy 31/08/2010 16:49

      Oi, Alvino! Na verdade, os argumentos que se pode usar na negociação com uma imobiliária são os mesmos dos empregados com o proprietário, porque, afinal, a administradora também valoriza inquilinos pontuais e com quem tenham bom relacionamento.

  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios