Publicidade

Arquivo da Categoria Crianças

quarta-feira, 29 de junho de 2011 Crianças, Direitos do consumidor, Educação, Família | 17:12

Na matrícula escolar, preste atenção às cláusulas sobre cancelamento

Compartilhe: Twitter

O entusiasmo de investir no curso de idiomas das crianças, em uma faculdade ou na sonhada pós-graduação pode dar lugar a um grande aborrecimento se por algum motivo é necessário cancelar a participação posteriormente.

Com freqüência, as instituições de ensino estabelecem condições injustas –e ilegais– para a desistência.

Por isso, antes de fazer a matrícula, é essencial tomar alguns cuidados.

Primeiro, claro, ler o contrato em todos os detalhes. “Trata-se de um acordo de adesão, ou seja, vem pronto, segue um modelo adotado pela escola, não é negociado individualmente entre as partes”, explica Ricardo Castilho, pós-doutor e diretor-presidente da Escola Paulista de Direito. “Mas há cláusulas que são consideradas abusivas, e, por isso, nulas ou anuláveis mesmo que o documento tenha sido assinado.”

A relação entre o aluno ou seu representante e o estabelcimento de ensino é tida como de consumo, portanto fica regida pelo Código de Defesa do Consumidor.

É direito do estudante, de acordo com as regras, rescindir a prestação de serviço a qualquer tempo, sem informar um motivo. No entanto, as empresas também necessitam de uma segurança mínima para planejar a sua estrutura.

Então, as parcelas até o mês em que é solicitada a interrupção são devidas e precisam ser pagas. A multa pela quebra não pode superar 10% do valor proporcional ao tempo restante do curso. Montantes já desembolsados são restituídos, com o desconto da penalidade.

“Caso encontre alguma irregularidade ou se ache injustiçado, o estudante tem que procurar o Procon ou o Ministério Público do Consumidor e fazer uma reclamação”, explica Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da ProTeste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor).

Alunos inadimplentes não devem ser proibidos de assistir às aulas pelo restante do período (semestre ou ano, dependendo do caso), e à instituição cabe impedir a sua matrícula pelo termo seguinte.

Continue lendo sobre educação na coluna Seu Dinheiro:

Autor: Tags:

terça-feira, 21 de junho de 2011 Crianças, Educação Financeira | 18:06

Estudantes de Paraisópolis participam de jogo educativo sobre finanças pessoais

Compartilhe: Twitter

Começou hoje a edição de 2011 do jogo de perguntas e respostas sobre finanças pessoais que o programa educativo Consumidor Consciente, da MasterCard, realiza na comunidade de Paraisópolis, na zona sul de São Paulo.

Participam estudantes do Ensino Médio da região, os quais, em duplas, representam as escolas durante as várias etapas da competição. Os vencedores ganham um curso de inglês e uma bonificação em dinheiro para a instituição de ensino da qual fazem parte.

O quiz é coordenado pelos consultores Conrado Navarro e Ricardo Pereira, do site Dinheirama.

Continue lendo sobre educação financeira:

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 3 de junho de 2011 Crianças, Família, Férias | 16:47

Acampamento de férias ensina crianças como administrar bem o dinheiro

Compartilhe: Twitter

O acampamento de férias promovido pela instituição especializada em educação financeira “The Money Camp” é uma ideia diferente de programa para as férias de julho da meninada.

A ser realizado em Atibaia (SP) entre os dias 12 e 16 do mês que vem, o programa receberá crianças e adolescentes de 9 a 15 anos para discutir, durante gincanas e outras atividades lúdicas, questões como fazer dinheiro, poupar, investir, gastar com inteligência e doar.

O pacote custa R$ 1.290 (com desconto de 3% para pagamentos à vista) e inclui transporte em ônibus executivo, hospedagem e cinco refeições diárias no Acampamento Califórnia.

As inscrições podem ser feitas até 5 de julho no site http://www.themoneycamp.com.br/. 

Continue lendo sobre educação financeira:

Autor: Tags:

quarta-feira, 18 de maio de 2011 Crianças, Educação Financeira, Família | 12:47

A primeira coleção do país de livros didáticos sobre educação financeira

Compartilhe: Twitter

Está sendo lançada hoje, na feira Educar 2011, a primeira série de livros didáticos sobre educação financeira do país, a Coleção DSOP.

Compõe-se de 15 obras, que contemplam todos os anos dos Ensinos Infantil, Fundamental e Médio, para serem utilizadas em escolas públicas e particulares.

“Atualmente, grande parte da população brasileira está endividada ou enfrenta dificuldades para realizar seus sonhos por falta de educação financeira. Para mudar essa realidade, é necessário ajudar crianças e adultos a ampliarem seu repertório sobre finanças, de forma consistente e carregada de sentido prático, para que assimilem, o mais cedo possível, a importância do equilíbrio financeiro para o bem-estar individual e social”, diz Reinaldo Domingos, educador financeiro e presidente do Instituto DSOP, que oferece cursos de capacitação aos professores, palestras e outras atividades para o desenvolvimento integral da metodologia, baseada em quatro pilares: diagnosticar a situação, sonhar com os objetivos, orçar quanto é necessário para alcançar as metas definidas e poupar.

Serviço
Lançamento da Coleção DSOP de Educação Financeira
Onde: Educar 2011 – 18ª Edição da Feira Internacional de Educação – Centro de Exposições Imigrantes – Rodovia dos Imigrantes, quilômetro 1,5, estandes 112 e 113 (avenida principal)
Quando: Quarta-feira, 18 de maio, às 18h
Entrada franca
Mais informações:
www.dsop.com.br

Continue lendo sobre educação financeira:

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 4 de maio de 2011 Crianças, Cultura, Educação Financeira, Família | 11:39

Exposição sobre a história do dinheiro

Compartilhe: Twitter

Ar Stater das Ilhas da Trácia, Thasos (500-463 a.C.) - Divulgação

Foi aberta nesta semana, no Espaço Cultural da BM&FBovespa, na capital paulista, a  mostra “A História Política do Dinheiro”.

Com 460 itens da coleção particular Spinola/Nomus Brasiliana, a exibição se propõe a explicar o surgimento e as transformações da moeda e seu papel na trajetória da humanidade.

Os recursos multimídia utilizados na exposição –imagens ampliadas e fichários de informações interativos– permitem aos visitantes observar em detalhes todos os ângulos das peças e aprender um pouco de antropologia e arqueologia.  

Destacam-se, entre os exemplares, raridades como stateres, shekels, dracmas, denários e, ainda, um croesus de prata (561-546 a.C.), da Lídia, e um grosso de prata do papa Alexandre VI (1492-1503), do período do Tratado de Tordesilhas. 

Serviço
Exposição “A História Política do Dinheiro”
Onde: Espaço Cultural BM&FBovespa: Praça Antonio Prado, 48, Centro. São Paulo – SP (próximo à estação São Bento do Metrô)
Quando: De segunda a sexta-feira, das 10h às 17h, até 26 de agosto de 2011
Entrada franca
Contato: (11) 2565 6826 / visite@bvmf.com.br

Continue lendo sobre educação financeira:

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 15 de março de 2011 Crianças, Educação Financeira, Família | 16:07

Alunos de escolas municipais de São Paulo assistirão a peça de teatro sobre educação financeira

Compartilhe: Twitter

O espetáculo pedagógico, chamado “Teatro Finanças Práticas”, estreou hoje no CEU Jaguaré. Ao longo do ano, será apresentado aos estudantes de outras 42 unidades da rede, graças a uma parceria da empresa de cartões de crédito e débito Visa –que criou a peça– com a prefeitura da capital paulista. O objetivo é atingir cerca de 14,5 mil crianças e jovens das instituições escolares e da vizinhança.

Por meio da história de dois amigos que gostam de jogar futebol, a montagem ensina conceitos sobre poupança e orçamento pessoal. Durante a atração, o jogo “Bate-Bola Financeiro“, de perguntas e respostas, testará os espectadores nesses temas.

“É importante que a comunidade se aproprie desses conhecimentos sobre a educação financeira, e é muito bom que isso possa ser feito de forma lúdica”, disse Alexandre Schneider, secretário municipal de educação de São Paulo.

Continue lendo sobre educação financeira:

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 14 de março de 2011 Ações, Bolsa de Valores, Crianças, Educação Financeira, Família, Investimentos, Mercado financeiro | 18:28

Bolsa brasileira estreia na TV novos programas sobre educação financeira

Compartilhe: Twitter

A BM&FBovespa está investindo em programas de televisão para difundir conhecimentos sobre economia, crédito, aplicações, empreendedorismo, e, claro, o mercado acionário, especialmente entre o público jovem.

Hoje, estreia às 22h30 no canal Futura um game show educativo chamado “Dinheiro no Bolso” no qual os dez participantes, estudantes do Ensino Médio moradores da Grande São Paulo, precisam responder a questões de finanças. Quem acertar mais ao longo das dez eliminatórias ganha R$ 10 mil para comprar papeis na Bolsa. Com participações do consultor Mauro Calil e do professor do Insper Ricardo Rocha, a atração, que dura 30 minutos, terá reprises às 16h30 das sextas-feiras e às 19h dos sábados.

O objetivo da iniciativa é estimular o consumo consciente e o planejamento responsável de patrimônio.

No próximo sábado, às 9h45, começa a terceira temporada do Programa Educação Financeira na TV Cultura, que contará com 40 episódios. Toda semana, especialistas irão às ruas para perguntar aos cidadãos como se comportam diante de situações como o endividamento, o financiamento de bens e a programação de orçamento. A partir das dúvidas captadas, darão suas orientações. O telespectador também pode mandar perguntas para o endereço contato@tvef.com.br.

Os programas que já foram ao ar, inclusive em edições anteriores, podem ser vistos novamente no site http://www.tveducacaofinanceira.com.br/.

Continue lendo sobre a Bolsa e o investimento em ações:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011 Ações, Bolsa de Valores, Crianças, Educação, Educação Financeira, Família, Investimentos, Mercado financeiro | 11:03

Bolsa brasileira recebe inscrições para competição entre escolas

Compartilhe: Twitter

Escolas públicas e privadas de Ensino Médio do Estado de São Paulo podem participar do Desafio BM&FBovespa, iniciativa que tem como objetivo disseminar os conceitos de planejamento financeiro e investimento entre os jovens de 15 a 17 anos. As instituições de ensino devem manifestar seu interesse até o dia 31 de março no site www.desafiobmfbovespa.com.br –210 serão selecionadas por sorteio, e cada uma deverá se apresentar com uma equipe formada por no mínimo três e no máximo cinco alunos mais um professor orientador.

Haverá seis eliminatórias, com 35 turmas cada, ao longo de 2011. A última etapa, onde cinco finalistas se enfrentarão, está prevista para novembro.

Os embates duram um dia inteiro. Pela manhã, na sede da Bolsa brasileira, na capital paulista, os estudantes assistem a uma palestra sobre educação financeira. Depois, precisam realizar investimentos fictícios em um simulador. Ganham os times que obtiverem maior rentabilidade nas suas carteiras.

Os vencedores serão agraciados com créditos para a compra de ações: R$ 25 mil para o primeiro lugar; R$ 15 mil para o segundo; R$ 10 mil para o terceiro; R$ 5 mil para o quarto; e R$ 2,5 mil para o quinto. As escolas a que pertencem receberão um computador e uma impressora multifuncional. Os professores orientadores, um notebook e R$ 1 mil para aplicarem também em papeis de companhias.

Continue lendo sobre a Bolsa e o investimento em ações:

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 Crianças, Família, Férias, Turismo, Viagem | 05:59

Cinco pequenos luxos de viagem que valem a pena

Compartilhe: Twitter

Muitos turistas, quando planejam um roteiro, só se preocupam em conseguir o transporte e o hotel mais baratos. Nem prestam atenção às características da passagem e da hospedagem, desde que o seu preço seja pequeno.   

Entretanto, usar o custo como principal critério para organizar o passeio é um erro, porque parte do prazer da experiência de viajar está justamente em curtir o trajeto até o destino e descansar em um lugar agradável e diferente de casa.    

A seguir, indicados por especialistas, cinco pequenos luxos que tornam a jornada mais confortável e divertida:    

1 – Comprar uma passagem aérea que permite trocar as datas sem pagar multa
Quem adquire o bilhete com muita antecedência já paga uma tarifa bem baixa. Optar por ter a possibilidade de mudar os dias e os horários depois sem penalizações –para o caso de o seu esquema inicial mudar– significa um acréscimo mínimo na comparação com o benefício.   

Banheiro do avião que o empresário holandês Ben Thijssen converteu em hotel de luxo (foto: Michel Porro/Getty Images)

2 – Usar as milhas do cartão de crédito para fazer um upgrade de classe no avião
Especialmente nos deslocamentos longos, contar com espaço para as pernas e poltronas com maior inclinação faz diferença. E o gostinho da mordomia também permanece como uma agradável lembrança.   

3 – Chegar ao destino no horário comercial
As passagens da madrugada são mais em conta, é verdade; porém, aportando em uma localidade desconhecida no meio da noite, corre-se o risco de não encontrar táxis para o hotel e lugares abertos para fazer um lanche –um enorme aborrecimento.    

4 – Tirar um tempinho para descansar antes de partir para a exploração  
Em vez de largar a mala no quarto e sair correndo para conhecer o lugar, é uma boa ideia gastar algumas horas –o que significa ampliar a estadia em um período– desempacotando a mala com cuidado, conhecendo o hotel, fazendo uma refeição e revisando o cronograma. Repousado, aproveita-se melhor as atividades.   

O hotel britânico Coworth Park, que tem programação especial para crianças (foto: Divulgação)

 5 – Ficar em um hotel com boa área de lazer infantil
Pousadas pequenas são charmosas, mas oferecem muito poucas opções de entretenimento para as crianças se, por exemplo, chove e não se pode sair. “É como diz o velho ditado: se os filhos estão felizes, os pais também estão”, resume Ania Zdunek, diretora de comunicação do Coworth Park, um hotel de campo localizado no Reino Unido, a vinte minutos de Londres. A hospedaria oferece uma programação especial para a garotada –com piquenique, caça ao tesouro e trilhas— e serviço de babás e monitores.    

Cada turista pode escolher as facilidades que melhor servem à sua família. Bob Rossato, sócio-fundador da agência de viagens on-line ViajaNet, por exemplo, prefere economizar ao máximo com as passagens para poder se hospedar bem. “O tempo que se passa dentro de uma aeronave é pequeno”, explica. “Um hotel bom, no entanto, significa a oportunidade de fazer coisas especiais.”  

Qual é o seu pequeno luxo de viagem? Deixe um comentário!  

SAIBA MAIS:
Seguro de viagem se escolhe, sim
Juizados nos aeroportos conseguem acordo amigável em 30% dos casos
Cinco maneiras de aproveitar o dólar barato
Anac proíbe o que já era proibido
Aprenda a fazer o orçamento para a viagem de férias
Quem cuida dos seus investimentos quando você sai de férias?

LEIA MAIS:

Uma nova experiência na compra de imóveis: passeios virtuais em 3D
Segunda parcela do IPVA de SP vence nesta semana
Os seis cuidados essenciais ao financiar a compra do carro novo
Consulte os preços de combustíveis na sua cidade pelo computador e pelo celular
Campanha publicitária da Bolsa com Pelé estreia hoje na TV em todo o país
Mais uma revisão polêmica na Lei do Inquilinato
Seguro cobre mensalidades escolares em caso de desemprego ou morte do responsável
Crédito para o começo do ano
Defina as suas metas financeiras para 2011
Como organizar as despesas de início de ano
As ações que mais subiram e as que mais caíram desde o seu lançamento
Bolsa realiza cursos em domicílio sobre o mercado de capitais
Como acionar as entidades de defesa do consumidor
As perspectivas para os seus investimentos em 2011
Bancos criam conta especial para acomodar classe média ascendente
Saiba quais são as portabilidades que existem no Brasil e use-as a seu favor
Após renegociação, dívida com banco é congelada, mas não extinta

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 Crianças, Família, Férias, Seguros, Turismo, Viagem | 10:46

Seguro de viagem se escolhe, sim

Compartilhe: Twitter

Praticamente todo pacote de viagens comprado hoje no Brasil inclui uma proteção para o caso de o turista e a sua família enfrentarem, durante o passeio, contratempos como extravio de bagagens e emergências médicas. Ninguém presta muita atenção nesse anteparo, entretanto –somente toma-se conhecimento dele quando o serviço se faz necessário. Aí, muitas vezes, o viajante percebe que o auxílio contratado é inadequado à sua necessidade ou difícil demais de usar.

Por esse motivo, é importante dedicar algum tempo à escolha desse instrumento da mesma maneira que se pensa com cuidado no destino das férias e no transporte.

São três os principais pontos em que se deve prestar atenção:

1 – Assistência de viagem não é a mesma coisa que seguro
A maior parte das ferramentas acrescentadas aos pacotes é uma assistência de viagem. Esse produto não prevê reembolso de despesas decorrentes de um evento desagradável. Então, se o turista precisar usar um hospital, tem que ser o indicado pela provedora. Já o seguro (comercializado somente por companhias seguradoras) permite que o viajante escolha o posto da sua preferência e depois receba de volta o dinheiro das despesas. “O mesmo se aplica à hipótese de atraso ou adiamento do vôo –quem tem um seguro pode ficar no hotel que lhe for mais conveniente”, acrescenta André Vasco,  superintendente comercial de alta renda do Itaú Unibanco. 

Essa é a melhor opção, portanto, quando o destino do passeio é isolado ou precário, pois aí existe uma grande chance de a clínica conveniada ficar longe.

2 – Coberturas e valores
Alguns países, como os europeus, fazem exigências quanto ao tipo de assistência ou seguro que o turista deve ter para poder entrar em seu território bem como aos valores das coberturas para gastos médicos, acidentes ou morte. É essencial verificar se a assistência ou o seguro oferecido pela agência cumprem tais requisitos. “Acontece de o turista ser mandado de volta se não dispuser da ferramenta adequada”, frisa Cristiana Vieira, gerente da área de vida e previdência da seguradora Porto Seguro.

Igualmente, recomenda-se adequar os montantes à localidade que se pretende conhecer: quanto mais longe ou mais cara, maiores precisam ser as indenizações para sinistros.

Quando a família já possui um plano de saúde que alcance o Brasil inteiro, pode contratar uma proteção mais simples, freqüentemente fornecida até pelo cartão de crédito.

Entretanto, se o objetivo é fazer um intercâmbio estudantil, que vai durar alguns meses, o auxílio precisa englobar cuidados odontológicos, por exemplo. Um viajante que pretenda praticar esportes radicais também necessita de cobertura ampla.

3 – Quais são os canais de atendimento
Os telefones têm que aceitar ligações a cobrar da cidade de destino e, de preferência, contar com atendentes que falam português. “Em uma situação de emergência, fica-se mais tranqüilo falando no seu próprio idioma”, diz Vieira. O turista deve carregar o número consigo, em vários lugares –na carteira, colado no passaporte, dentro da mala.

Antes de fechar negócio com a agência de viagem, recomenda-se que o turista faça uma pesquisa dos instrumentos disponíveis, por exemplo, no banco do qual é correntista ou da seguradora que fornece a apólice para o seu carro ou a sua casa. Pode-se conseguir condições e preços mais interessantes.

SAIBA MAIS:
Juizados nos aeroportos conseguem acordo amigável em 30% dos casos
Cinco maneiras de aproveitar o dólar barato
Anac proíbe o que já era proibido
Aprenda a fazer o orçamento para a viagem de férias

LEIA MAIS:
Segunda parcela do IPVA de SP vence nesta semana
Os seis cuidados essenciais ao financiar a compra do carro novo
Consulte os preços de combustíveis na sua cidade pelo computador e pelo celular
Campanha publicitária da Bolsa com Pelé estreia hoje na TV em todo o país
Mais uma revisão polêmica na Lei do Inquilinato
Seguro cobre mensalidades escolares em caso de desemprego ou morte do responsável
Crédito para o começo do ano
Quem cuida dos seus investimentos quando você sai de férias?
Defina as suas metas financeiras para 2011
Como organizar as despesas de início de ano
As ações que mais subiram e as que mais caíram desde o seu lançamento
Bolsa realiza cursos em domicílio sobre o mercado de capitais
Como acionar as entidades de defesa do consumidor
As perspectivas para os seus investimentos em 2011
Bancos criam conta especial para acomodar classe média ascendente
Saiba quais são as portabilidades que existem no Brasil e use-as a seu favor
Após renegociação, dívida com banco é congelada, mas não extinta

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. Última