Publicidade

segunda-feira, 11 de abril de 2011 Imposto de Renda, Impostos | 09:00

PROMOÇÃO: Uma forcinha para quem ainda não entregou a sua declaração do imposto de renda

Compartilhe: Twitter

Faltam somente três semanas para o encerramento do prazo de entrega da declaração do imposto de renda referente ao exercício de 2010, e muitos contribuintes ainda nem começaram a pensar no assunto.

Então, vamos dar uma mãozinha para os atrasados.

De hoje à meia-noite da próxima quinta-feira, estamos realizando uma promoção no Twitter que premiará dois leitores com uma licença do serviço DeclareCerto IOB cada. A ferramenta auxilia na inclusão de dados no formulário da Receita Federal para a família inteira (cônjuges e seus dependentes) e permite a simulação de todas as possibilidades de preenchimento, a fim de que a mais favorável –com menor imposto a pagar ou maior a restituir– seja escolhida ao final.

Para participar do concurso cultural, é preciso seguir o perfil da coluna, http://twitter.com/#!/denysegodoy, e responder à pergunta “Qual é a sua estratégia para tornar a declaração do imposto de renda mais fácil?” mencionando a hashtag #QueroIRfacil. As duas respostas mais criativas, segundo julgamento da equipe do portal iG, serão contempladas com as licenças, válidas até dezembro, uma cortesia da consultoria DeclareCerto IOB. O resultado sai no final da semana.

Agora, acabaram-se as desculpas!

Confira abaixo a íntegra do regulamento:

CONCURSO CULTURAL “Quero #IRfacil”

REGULAMENTO

1. Este concurso cultural é realizado pelo iG – INTERNET GROUP DO BRASIL S.A., com sede na Rua Amauri, nº 299, Jardim Europa, CEP: 01448-000, São Paulo/SP, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 03.368.522/0001-39, através de seu site na internet, http://twitter.com/#!/denysegodoy.
2. Este concurso cultural possui caráter exclusivamente recreativo, não envolve qualquer modalidade de sorteio ou pagamento por parte dos participantes, não requer a aquisição ou uso de qualquer direito, bem ou serviço, em consonância com os artigos 3º, inciso II, da Lei nº 5.768/71 e o 30 do Decreto-Lei nº 70.951/72.
3. Este concurso cultural é destinado exclusivamente a pessoas físicas, residentes e domiciliadas em território brasileiro, capazes e maiores de 18 anos. A participação de pessoas jurídicas é afastada deste concurso cultural.
4. É vedada a participação de: (i) pessoas que não preencham os requisitos do item supra; e (ii) empregados, administradores e diretores do iG, bem como seus respectivos cônjuges e familiares em até 1º grau. As pessoas impedidas de participar quando identificadas serão desclassificadas automaticamente.
5. Para participar do concurso cultural “Quero #IRfacil” basta responder à questão “Qual é a sua estratégia para tornar a declaração do #impostoderenda mais fácil?”. O texto deverá ter, no máximo, 140 caracteres. Os autores das duas frases mais criativas, segundo análise soberana da comissão avaliadora formada pelo iG, a seu exclusivo critério, serão premiados com o serviço de assessoria para a declaração familiar do imposto de renda, cortesia da empresa DeclareCerto IOB.
6. O serviço contempla o núcleo familiar dos ganhadores do prêmio, ou seja, o cônjuge dos contemplados e seus dependentes. A licença de uso do serviço, objeto da premiação do concurso cultural aqui descrita é válida até 31/12/2011.
7. Somente serão aceitas inscrições que preencham todas as condições aqui previstas e estejam de acordo com o procedimento previsto neste Regulamento. Os dados fornecidos pelo participante, no momento de seu cadastro, deverão ser corretos, completos, claros, atualizados e precisos, sendo que sua veracidade será de total responsabilidade do participante, sob pena de desclassificação, de acordo com os termos do presente Regulamento além das penalidades legais aplicáveis a declarações falsas.
8. O participante autoriza o iG a utilizar as informações cadastrais, bem como o texto enviado para participação no concurso, para divulgar suas ações/promoções, ficando ressalvado, entretanto, que tais informações não serão comercializadas pelo iG.
9. O concurso cultural “Quero #IRfacil” terá início às 09h00  horas do dia 11 de abril de 2011, e vigorará até 0h00 horas do dia 15 de abril de 2011.
10. A apuração do resultado do concurso cultural será realizada pelo iG no dia 15  de abril de 2011.
11. O resultado do concurso cultural que premiará 2 (dois) participantes, será divulgado por meio do site
http://twitter.com/#!/denysegodoy e o ganhadores receberão e-mail do iG com informações sobre o resultado e instruções acerca do recebimento do prêmio.
12. A liberação do acesso (login) ao site da empresa DeclareCerto IOB,
http://www.declarecerto.com.br/ é feita através do endereço eletrônico fornecido pelos ganhadores. A licença concedida pela empresa DeclareCerto IOB fica válida  até 31/12/2011.
13. Após 3 (três) tentativas de contato no endereço eletrônico fornecido pelo participante, não sendo o mesmo encontrado, ou o endereço seja inexistente, incorreto, insuficiente, ou, ainda, na hipótese de ser localizado o endereço, contudo, no ato da entrega, não seja comprovada a identidade do ganhador (nome completo, CPF), não será efetivada a entrega dos prêmios, pelos motivos anteriormente elencados.
14. O participante será desclassificado automaticamente do concurso em caso de fraude comprovada, pelo não cumprimento de quaisquer das condições estabelecidas neste Regulamento, ou envio de dados inexistentes ou equivocados para entrega dos prêmios, sendo o prêmio transferido para o próximo colocado dentro das condições válidas e do prazo a que se destina a premiação descrita neste Regulamento.
15. Os prêmios são pessoais e intransferíveis e em hipótese alguma poderão ser trocados por dinheiro ou por qualquer outro produto diferente do apresentado como prêmio desse concurso cultural.
16. A participação neste concurso implica na aceitação irrestrita da utilização de nome, som de voz, imagem, bem como o texto enviado para participação no concurso, em qualquer tipo de mídia e peças promocionais para divulgação dos resultados deste concurso cultural, inclusive na Internet do nome do ganhador. A divulgação do resultado desta promoção no portal iG será uma faculdade do iG e será exercida conforme os objetivos da promoção e critérios do iG, de acordo com o artigo 49 da lei de direitos autorais (lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998).
17. Tendo em vista as características inerentes ao ambiente da Internet, o iG não se responsabiliza por interrupções ou suspensões de conexão ocasionadas por casos de força maior ou outros casos não inteiramente sujeitos ao seu controle, como por exemplo, fotos e dados perdidos, atrasados, incompletas, inválidos, extraviados ou corrompidos, os quais serão desqualificados.
18. Da mesma forma o iG não será responsável por transmissões de computador que estejam incompletas ou que falhem, bem como por falha técnica de qualquer tipo, incluindo, mas não se limitando, ao mau funcionamento eletrônico de qualquer rede, “hardware” ou “software”, a disponibilidade e acesso à internet, assim como qualquer informação incorreta ou incompleta sobre o concurso e qualquer falha humana, técnica ou de qualquer outro tipo, que possa ocorrer durante o processamento das participações, eximindo-se, por conseguinte, de qualquer responsabilidade proveniente de tais eventos.
19. Em hipótese alguma o iG será responsabilizado por quaisquer danos que porventura sejam decorrentes da utilização dos prêmios concedidos por parte do ganhador. A responsabilidade do iG junto ao ganhador se encerra no ato da entrega da premiação descrita neste Regulamento.
20. Dúvidas ou situações não previstas neste regulamento serão decididas de forma soberana pelo iG.
21. O iG reserva-se no direito de alterar qualquer item deste concurso cultural, bem como interrompê-lo, se necessário for, mediante prévio aviso de 5 (cinco) dias, por meio de comunicação destinada a todos os participantes efetivamente inscritos.
22. A participação neste concurso constitui ampla e total concordância do participante ao disposto nas cláusulas deste regulamento e serve como comprovação de que o participante não possui nenhum impedimento legal para usufruir a premiação.
23. Fica eleito o Foro da Comarca da Capital do Estado de São Paulo, com exclusão de qualquer outro por mais privilegiado que seja para dirimir as eventuais questões oriundas deste regulamento.
24. Este Regulamento estará à disposição dos interessados no site
http://twitter.com/#!/denysegodoy até o término da promoção.
25. Este Regulamento encontra-se registrado perante o 6º Oficial de Registro de Títulos e Documentos de São Paulo sob o nº 1.640.958.

Continue lendo sobre a declaração do imposto de renda:

Confira o especial sobre imposto de renda do iG!

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 2 de abril de 2011 Consumo, Impostos | 13:13

Créditos da Nota Fiscal Paulista só estarão disponíveis em 19 de abril

Compartilhe: Twitter

Como aconteceu na mesma época de 2010, vai atrasar um pouco a liberação dos créditos da Nota Fiscal Paulista referentes ao segundo semestre do ano passado.

Geralmente, o dinheiro já se encontra disponível para resgate em 1o. de abril, mas desta vez somente poderá ser solicitado a partir do dia 19, de acordo com aviso deixado pela Secretaria da Fazenda estadual no site do programa. “Os valores estão em fase final de apuração”, diz o comunicado.

Em 2010, o adiamento da liberação deu-se por conta do grande volume de compras registradas no final de 2009, que ultrapassou a capacidade de processamento. Representantes do órgão não foram imediatamente encontrados hoje para explicar o motivo da atual demora.

Os recursos podem ser depositados diretamente em conta corrente e poupança ou usados para abater uma parte do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

Continue lendo sobre os programas de reembolso de impostos pela nota fiscal:

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 1 de abril de 2011 Imposto de Renda, Impostos | 18:44

Faculdades ajudam, de graça, a preencher a declaração do imposto de renda

Compartilhe: Twitter

Escolas superiores de Ciências Contábeis estão oferecendo aos contribuintes serviços de consultoria para o preenchimento da declaração de ajuste anual do imposto de renda das pessoas físicas, a ser entregue até o dia 29 de abril.

Geralmente, a orientação, dada por estudantes desse curso supervisionados por professores, não tem custo. O formulário pronto é enviado na hora para a Receita Federal, e o cidadão fica com uma cópia para guardar.

Confira, abaixo, algumas opções:

EM SÃO PAULO – SP

FMU
Datas:
até 25 de abril, de segunda a sexta-feira das 18h às 19h20 e aos sábados das 8h às 12h
Endereço: No campus Liberdade – Avenida Liberdade, 899 – laboratório de informática 3
Custo: Zero, mas pedem-se dois quilos de alimentos não perecíveis para cada declaração, os quais serão doados a instituições de caridade
Quem pode participar? Contribuintes que tenham renda anual de até R$ 80 mil e/ou patrimônio no valor total de até R$ 500 mil
O que levar: A declaração referente ao ano-base de 2009, holerites e comprovantes de despesas (recibos escolares, de médicos, dentistas etc), documentos sobre compra e venda de bens (carro, moto, casa, apartamento) e uma unidade de armazenamento de dados como um CD, um DVD ou um pen drive
É preciso agendar? Sim, no site www.fmu.br
Para mais informações: www.fmu.br

Trevisan Escola de Negócios
Datas: 9 e 16 de abril, das 9 hàs 16h30
Endereço: Rua Bela Cintra, 934 – Cerqueira César (fica perto da estação Consolação do metrô)
Custo: Zero, mas pede-se um quilo de leite em pó para cada declaração, o qual será doado a instituições de caridade
Quem pode participar? Qualquer contribuinte
O que levar: A declaração referente ao ano-base de 2009, holerites e comprovantes de despesas (recibos escolares, de médicos, dentistas etc), e uma unidade de armazenamento de dados como um CD, um DVD ou um pen drive
É preciso agendar? Sim, pelo telefone (11) 3138 5200
Para mais informações: www.trevisan.edu.br

UMC
Datas:
2, 9 e 16 de abril, das 8h às 12h
Endereço: Campus Villa-Lobos/Lapa – Avenida Imperatriz Leopoldina, 550, prédio 1, 1º. andar, laboratório 113
Custo: Zero
Quem pode participar? Contribuintes cuja soma de despesas a abater seja inferior a 20% dos seus rendimentos (para usar o modelo simplificado de declaração, portanto)
O que levar: A declaração referente ao ano-base de 2009, holerites e comprovantes de despesas (recibos escolares, de médicos, dentistas etc), documentos sobre a venda de bens (carro, moto, casa, apartamento) e uma unidade de armazenamento de dados como um CD, um DVD ou um pen drive
É preciso agendar? Não
Para mais informações: http://www.umc.br/

Universidade Nove de Julho (Uninove)
Datas: sábados, até 16 de abril, das 8h30 às 13h30
Endereço: Todos os campi da Uninove:
Memorial – Rua Dr. Adolpho Pinto, 109, prédio A, 1º. subsolo, laboratório 109 – Barra Funda
Santo Amaro – Rua Amador Bueno, 389, prédio A, 2º. andar,  laboratório 03 – Santo Amaro
Vergueiro – Rua Vergueiro, 235, 4º. subsolo, laboratório 09 – Liberdade
Vila Maria – Rua Guaranésia, 425, prédio L, 8º. Andar, laboratório 812 – Vila Maria
Custo: Zero, mas pede-se um quilo de alimento não perecível para cada declaração, o qual será doado a instituições de caridade
Quem pode participar? Contribuintes que tenham renda anual de até R$ 50 mil e/ou bens no valor total de até R$ 250 mil, e que não sejam sócios de empresa
O que levar: A declaração referente ao ano-base de 2009, holerites e comprovantes de despesas (recibos escolares, de médicos, dentistas etc), documentos sobre a venda de bens (carro, moto, casa, apartamento) e uma unidade de armazenamento de dados como um CD, um DVD ou um pen drive
É preciso agendar? Sim, pelo telefone (11) 3665 9784 (para as unidades Memorial e Santo Amaro, de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h e das 18h às 22h) ou (11) 2633 9062 (para as unidades Vergueiro e Vila Maria, de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h e das 18h às 22h)
Para mais informações: www.uninove.br


EM MOGI DAS CRUZES – SP

UMC
Datas:
2, 9 e 16 de abril, das 8h às 12h
Endereço: Campus Sede – Rua Cândido Xavier de Almeida Souza, 200, prédio 1, térreo
Custo: Zero
Quem pode participar? Contribuintes cuja soma de despesas a abater seja inferior a 20% dos seus rendimentos (para usar o modelo simplificado de declaração, portanto)
O que levar: a declaração referente ao ano-base de 2009, holerites e comprovantes de despesas (recibos escolares, de médicos, dentistas etc), documentos sobre a venda de bens (carro, moto, casa, apartamento) e uma unidade de armazenamento de dados como um CD, um DVD ou um pen drive
É preciso agendar? Não
Para mais informações: http://www.umc.br/


NO RIO DE JANEIRO – RJ

Unicarioca
Datas:
diariamente, até 29 de abril, das 19h às 22h
Endereço: Nos seis campi:
Unidade Rio Comprido – Avenida Paulo de Frontin, 568
Unidade Centro – Rua da Alfândega, 111, 2º andar
Unidade Méier – Rua Medina, 246
Unidade Méier II – Rua Venceslau, 315
Unidade Bento Ribeiro – Rua João Vicente, 1.355
Unidade Jacarepaguá – Estrada de Jacarepaguá, 6.816
Custo: Zero
Quem pode participar? Qualquer contribuinte
O que levar: A declaração referente ao ano-base de 2009, holerites e comprovantes de despesas (recibos escolares, de médicos, dentistas etc), documentos sobre a venda de bens (carro, moto, casa, apartamento) e uma unidade de armazenamento de dados como um CD, um DVD ou um pen drive
É preciso agendar? Não
Para mais informações: www.carioca.br

Continue lendo sobre a declaração do imposto de renda: 

Confira o especial sobre imposto de renda do iG!

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 26 de março de 2011 Consumo, Direitos do consumidor, Família, Saúde | 14:32

Farmácias usam imitações de embalagem contra lei que proíbe exposição de remédios

Compartilhe: Twitter

Parece que as farmácias e os fabricantes encontraram uma maneira de contornar a resolução nacional de fevereiro de 2010 que proibiu deixar ao alcance do público remédios que não pedem prescrição médica, como analgésicos, antiácidos e antigripais.

Nos nichos das prateleiras das áreas de circulação do estabelecimento, onde antes ficavam as cartelas e blisters de comprimidos, agora empilham-se, imitando a disposição antiga, pequenos cartões de papelão e plástico que reproduzem fielmente as embalagens originais dos produtos. O objetivo, explica a atendente de uma farmácia que está utilizando tal recurso (unidade da avenida Henrique Schaumann, em São Paulo, da rede Onofre), é ajudar o cliente a se recordar dos remédios de que gosta e que costuma tomar –os quais pelas novas regras passaram a ser guardados atrás dos balcões. De posse do lembrete, o paciente simplesmente solicita a droga ao balconista.

Cartões que imitam blisters de medicamentos (Foto: Denyse Godoy/iG)

Imitações de embalagens de remédios em farmácia de São Paulo (Foto: Denyse Godoy/iG)

Ao propor a mudança, o objetivo da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) era coibir a automedicação e forçar o consumidor a conversar com o farmacêutico plantonista da farmácia para se orientar melhor sobre indicações e efeitos desses remédios de venda livre.  Mas, com os cartõezinhos, o paciente continua podendo escolher livremente no ponto de venda o que vai tomar.

Representantes da Anvisa, da rede Onofre e da ABCFarma (Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico) não foram localizados, até a publicação deste texto, para comentar o assunto. 

Continue lendo sobre direitos do consumidor:

Mais notícias e informações na coluna Seu Dinheiro:

Autor: Tags: , , , , , ,

Cartões, Crédito, Dólar, Família, Férias, Turismo, Viagem | 05:59

Cartão pré-pago é alternativa ao de crédito após aumento de imposto para compras no exterior

Compartilhe: Twitter

O governo federal até pode conseguir segurar a inadimplência com cartões de crédito aumentando de 2,38% para 6,38% o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) incidente nas compras realizadas no exterior, como pretende com um novo decreto a ser publicado no Diário Oficial no início da próxima semana. Mas reduzir os gastos dos brasileiros em outros países –despesas que, no primeiro trimestre deste ano, chegaram a US$ 3,074 bilhões, conforme informou o banco Central ontem– vai ser mais complicado, porque o turista pode simplesmente usar outros meios de pagamento, mesmo precisando antecipar valores que, com esse tipo de dinheiro de plástico, só desembolsaria mais tarde.

O primeiro a se candidatar a substituto é o cartão de débito pré-pago, evolução tecnológica dos traveller checks.  Ao solicitar um plástico desse tipo, o turista carrega-o com o montante que pretende gastar, na moeda estrangeira de que necessitar, pela taxa de câmbio do dia. Depois, utiliza-o no seu destino como um cartão de débito comum. Se a divisa de carregamento for diferente da local –suponhamos, o cartão está cheio de dólares, mas o viajante se encontra no Japão–, a conversão –de dólar americano para ienes, como no exemplo– é realizada no momento do uso. 

De 1996 até a semana passada, o Visa Travel Money reinava absoluto como única opção disponível no Brasil. Agora, saíram praticamente juntos o MasterCard Cash Passport e o American Express GlobalTravel, dispostos a abocanhar uma parte desse mercado.

O cliente deve observar as diferenças de vantagens, serviços e encargos para escolher o produto que melhor atende às suas necessidades:


Continue lendo sobre viagens:

Leia mais sobre cartões:

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 24 de março de 2011 Direitos do consumidor | 17:24

Empresa que realiza inspeção veicular em SP diz apenas seguir a lei nos procedimentos

Compartilhe: Twitter

Em resposta ao texto publicado nesta coluna ontem, “Ministério Público de SP recebe reclamações sobre inspeção veicular”, a Controlar, empresa contratada pela prefeitura de São Paulo para realizar a vistoria, diz que “todos os procedimentos adotados seguem rigorosamente o determinado em lei”. As regras constam da resolução Conama 418/2009, segundo regulamentação da Portaria 129/2010, da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente da capital paulista.

O processo é dividido em três etapas, explica a empresa:

“1 – Pré-inspeção visual – Além da compatibilidade com o cadastro do Detran, são verificados itens que podem comprometer a integridade do veículo ou a segurança das pessoas, além dos itens que podem vir a interferir no resultado final da medição de gases. Os veículos rejeitados nesta etapa não estão aptos a continuar o processo.
2 – Inspeção visual – São verificadas a existência bem como as condições dos itens que compõem os sistemas de controle de emissões de gases e ruídos, originalmente instalados nos veículos. Mesmo que o veículo seja reprovado nesta fase, é encaminhado para a medição de gases.
3 – Inspeção computadorizada – É feita a medição dos gases captados no escapamento. Nos veículos identificados na pré-inspeção de ruído, realiza-se a inspeção com MNS (medidor de nível sonoro).

No final, é fornecido ao proprietário um relatório informando os itens que levaram o veículo à rejeição ou à reprovação, com as informações necessárias para que um mecânico capacitado possa realizar os ajustes necessários.

O motorista tem 30 dias corridos para realizar a manutenção corretiva no veículo e submetê-lo, gratuitamente, uma nova inspeção.”

Continue lendo sobre veículos:

Autor: Tags: , ,

Fundos, Investimentos, Mercado financeiro, Ouro, Renda variável | 05:59

Bancos lançam fundos de investimento para quem quer aplicar em ouro

Compartilhe: Twitter

O investimento em ouro costuma dar um bom retorno em tempos de bonança e melhor ainda durante crises econômicas e políticas, como as de agora.

Visto como um refúgio seguro contra as turbulências, o metal tem sido bastante procurado nos últimos meses. E, de olho no crescimento da demanda, grandes bancos brasileiros criaram fundos especiais para facilitar a aplicação nesse ativo. (As outras opções de acesso a esse mercado são: comprar títulos negociados na Bolsa de mercadorias e futuros ou pequenas quantidades, em forma de barras, de lojas especializadas.)    

O fundo estruturado pelo Itaú Unibanco se chama Capital Protegido Invest Ouro, tem aporte mínimo de R$ 5 mil, taxa de administração de 1,9% ao ano, e está aberto para clientes Personnalité (de alta renda) até 31 de março ou até que atinja um patrimônio de R$ 200 milhões.

O do Santander foi batizado como PB Ouro Capital Protegido Crédito Privado.

Os dois possuem a designação “capital protegido” porque possibilitam lucro quando o metal se valoriza e também quando cai, segundo limites determinados.

No caso do produto oferecido pelo banco espanhol, o cliente ganha toda a subida registrada pelo ouro se as cotações avançam até o máximo de 45% acumulados em qualquer momento durante os 18 meses de vigência do fundo. Para elevações superiores no intervalo, o retorno fica travado nesse nível.

Entretanto, acontecendo uma queda de até 25%, ainda assim o cotista é remunerado em igual porcentagem. Por exemplo, para baixas de 15%, recebe-se um rendimento de 15%. Desvalorizações acima desse patamar simplesmente não são consideradas. “Nessa hipótese, o cliente não ganha nem perde nada, diferentemente do que ocorreria se tivesse comprado o próprio metal”, explica Cristiano Ehlers, superintendente de private banking do Santander. “O ouro defende bem os reucursos contra a inflação e apresenta-se como uma boa alternativa para a necessária diversificação das carteiras.” O fundo do banco cobra uma taxa de administração de 1,75% ao ano e pede um aporte mínimo de R$ 100 mil, porém já foi encerrado para captações.

A tributação de fundos multimercados como esses segue uma tabela regressiva –considerando o prazo de 18 meses dos produtos citados, o imposto fica em 17,5% dos ganhos.

As instituições financeiras apostam que a tendência para o metal continuará sendo de alta porque as turbulências internacionais que vão se emendando umas nas outras desde 2008 parecem estar longe do fim.

“Não se sabe como ficará a questão do endividamento dos países periféricos da Europa, como a economia dos Estados Unidos se comportará conforme o Federal Reserve, seu banco central, for retirando o anabolizante, se haverá inflação nos países ricos, e qual será o desfecho das transformações no mundo árabe. Todas essas questões darão suporte ao preço do ouro”, diz José Inácio Franco, diretor da Ello Metais, joint-venture entre os grupos Fitta e Marsam, que comercializa barrinhas.

E esse movimento se retroalimenta. Quanto maiores as instabilidades, mais os investidores buscam o ouro, causando o medo de que falte o metal no futuro, o que provoca uma corrida.

“Na quarta-feira, a cotação estava em US$ 1.440 a onça-troy [aproximadamente 33 gramas]. Alguns analistas estimam que possa chegar a US$ 1.800 ou até US$ 2.000 no final do ano. Esse cenário só se materializará na medida da intensidade com que os problemas mencionados ou outros novos se manifestem”, comenta Franco.

Outro fator que poderia impulsionar os preços no Brasil é uma desvalorização do real ante outras moedas fortes, como o dólar. Já que o ouro é cotado no mercado internacional, suas altas acabam amplificadas no país quando a divisa local recua, pois acaba sendo necessário mais dinheiro para comprar o mesmo opinião. Na opinião de alguns economistas, a cotação da moeda brasileira não se sustentará no atual R$ 1,65 por muito tempo mais, pois esse valor é prejudicial ao país.

Para o objetivo de diversificação de portfólio, os gestores sugerem que o investidor aloque entre 5% e 10% do seu patrimônio total em ouro.

Continue lendo sobre fundos de investimento:

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 23 de março de 2011 Direitos do consumidor, veículos | 11:39

Ministério Público de SP recebe reclamações sobre inspeção veicular

Compartilhe: Twitter

A Promotoria de Justiça do Consumidor do Ministério Público do Estado de São Paulo está recebendo reclamações de consumidores que se sentiram prejudicados de alguma forma no processo de inspeção de veículos adotado pela prefeitura da capital paulista, sua Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente e a empresa contratada Controlar.

Quem se julgar lesado deve enviar email para o Ministério Público no endereço consumidor@mp.sp.gov.br, contando a sua história em detalhes, com nome completo, endereço e dados para contato, ou então comparecer pessoalmente à rua Riachuelo, 115, 1º. andar, sala 130, na capital.

Um dos objetivos da representação é pedir que a Controlar forneça ao proprietário do veículo um relatório completo de todos os problemas encontrados durante a inspeção, de uma só vez e no mesmo dia, pois havia relatos de que a empresa somente apontava um defeito e obrigava o motorista a reagendar repetidamente a verificação –pagando de novo a taxa depois de três tentativas– a fim de buscar outras falhas.

Se estiver relacionada a tal dificuldade, a queixa recebida será anexada ao inquérito civil aberto pela instituição para apurar supostas irregularidades e ilegalidades no procedimento, motivado por denúncia apresentada pelo vereador da cidade de São Paulo Chico Macena (PT).

Para outras questões, iniciam-se novas ações individuais, igualmente requisitando esclarecimentos por parte da Controlar.

Veja a resposta da Controlar: Empresa que realiza inspeção veicular em SP diz apenas seguir a lei nos procedimentos

Continue lendo sobre veículos:

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 16 de março de 2011 Ações, Bolsa de Valores, Direitos do consumidor, Investimentos, Mercado financeiro, Renda Fixa, Renda variável | 18:29

Operações não autorizadas e taxas de corretoras lideram reclamações sobre o mercado de capitais brasileiro

Compartilhe: Twitter

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários), órgão que regula e fiscaliza o mercado de capitas no país, divulgou nesta semana o balanço das reclamações apresentadas pelos investidores no segundo semestre de 2011.

No topo do ranking, com 179 registros, ficaram as queixas que dizem respeito à atuação das instituições financeiras. Entre os problemas relatados, há transações que não foram autorizadas, cobranças de taxas não permitidas pelo cliente e procedimentos que dificultaram o acesso a ofertas públicas de ativos.

Em segundo lugar, vieram questões relacionadas aos fundos de investimento: 93 denúncias.

“Todas as demandas foram verificadas caso a caso e, quando constatadas irregularidades, foram adotadas as medidas necessárias visando à correção ou à responsabilização do participante”, disse a CVM em comunicado ao público.

Por número de processos abertos, os bancos, corretoras e companhias abertas que fizeram mais descontentes na praça foram:

Bradesco – 44
Itaú Unibanco – 43
Banco do Brasil – 29
Um Investimentos – 27
XP Investimentos – 22
Santander – 15
TOV – 14
Ágora – 9
Petrobras – 7
Banif – 6
Laep – 6
Planner – 6

Continue lendo sobre a Bolsa de Valores e o investimento em ações:

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 15 de março de 2011 Crianças, Educação Financeira, Família | 16:07

Alunos de escolas municipais de São Paulo assistirão a peça de teatro sobre educação financeira

Compartilhe: Twitter

O espetáculo pedagógico, chamado “Teatro Finanças Práticas”, estreou hoje no CEU Jaguaré. Ao longo do ano, será apresentado aos estudantes de outras 42 unidades da rede, graças a uma parceria da empresa de cartões de crédito e débito Visa –que criou a peça– com a prefeitura da capital paulista. O objetivo é atingir cerca de 14,5 mil crianças e jovens das instituições escolares e da vizinhança.

Por meio da história de dois amigos que gostam de jogar futebol, a montagem ensina conceitos sobre poupança e orçamento pessoal. Durante a atração, o jogo “Bate-Bola Financeiro“, de perguntas e respostas, testará os espectadores nesses temas.

“É importante que a comunidade se aproprie desses conhecimentos sobre a educação financeira, e é muito bom que isso possa ser feito de forma lúdica”, disse Alexandre Schneider, secretário municipal de educação de São Paulo.

Continue lendo sobre educação financeira:

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última